Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

EUA oferecem recompensa milionária por líder da guerrilha ELN

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Exército da Colômbia neutraliza líder da guerrilha comunista ELN
COMPARTILHE

O guerrilheiro é acusado pela Justiça norte-americana de “narcoterrorismo”.

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta segunda-feira (21), até US$ 5 milhões de recompensa por um colombiano apontado como narcotraficante e líder da guerrilha Exército da Libertação Nacional (ELN).

O guerrilheiro é acusado pela Justiça norte-americana de “narcoterrorismo”.

Em um comunicado, o chanceler norte-americano, Mike Pompeo, oferece uma recompensa “por informações que levem à prisão e/ou condenação de Wilver Villegas Palomino”.

De acordo com o Departamento de Estado, Palomino, de 39 anos, é desde 2000 um membro de alto escalão do ELN.

Segundo a acusação, o guerrilheiro esteve envolvido durante mais de 20 anos no envio de cocaína da Colômbia aos EUA “conscientemente ou com a intenção de fornecer apoio financeiro ao ELN”.

Como chefe da área de Magdalena, no noroeste colombiano, Villegas Palomino é responsável pelo tráfico de drogas na região, cujos recursos canaliza para o Comando Central do ELN na Venezuela para realizar “atividades políticas e terroristas”, ainda de acordo com o Departamento de Estado, destaca a revista IstoÉ.

“Estados Unidos estão comprometido a ajudar o governo colombiano a desarticular e desmantelar as organizações criminosas transnacionais que operam na região”, destacou Pompeo.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram