EUA ordenam saída de funcionários não essenciais da Nicarágua

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O governo dos Estados Unidos ordenou na sexta-feira (5) a saída dos funcionários não essenciais da Nicarágua depois da forte repressão do presidente Daniel Ortega que já deixou mais de 230 mortos em 80 dias de protestos.

Washington “ordenou a saída dos funcionários que não considerados de emergência” e pediu a seus cidadãos que reconsiderem viagens à Nicarágua em consequência dos “crimes, distúrbios civis e disponibilidade limitada de atendimento médico”, segundo um comunicado.

A embaixada americana advertiu:

Fortemente armados, parapoliciais com roupas civis e controlados pelo governo, às vezes centenas deles, operam em grande parte do país, incluindo Manágua.

A representação diplomática também pediu a seus cidadãos que evitem os locais de manifestações ante “a possibilidade de que aconteçam problemas de violência”.

Após os protestos que explodiram em 18 de abril, o governo americano ordenou a saída do país de parentes dos funcionários diplomáticos.

 

Com informações da AFP

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.