EUA planejam abandonar Conselho de Direitos Humanos da ONU

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Conselho de Direitos Humanos da ONU (UNHRC) tem essencialmente uma única função: criticar constantemente o estado de Israel.

Isso não é deve surpreendê-lo visto que alguns dos membros atuais e antigos do Conselho são conhecidos pelas violações aos direitos humanos, como China, Arábia Saudita, Venezuela e Cuba. A Líbia fez parte do grupo durante o reinado de Gaddafi, assim como a Bolívia de Evo Morales.

Existem inúmeras outras nações no Conselho que têm uma dedicação questionável à democracia nos direitos humanos. Em resumo, se você estivesse tentando reunir um grupo de nações que seria uma afronta aos direitos humanos, você dificilmente faria algo melhor do que a ONU.

De acordo com uma reportagem da Reuters, é esperado que os Estados Unidos se retirem do UNHRC, citando a recusa do órgão em realizar reformas sérias. Embora não esteja claro quando a retirada ocorrerá, uma fonte disse que seria “iminente”.

Os Estados Unidos haviam solicitado que o órgão abordasse seu “preconceito crônico anti-Israel”. Afinal, o único comitê permanente do Conselho de Direitos Humanos é aquele dedicado a explorar as alegadas atrocidades cometidas pelo Estado judeu na Palestina, enquanto nada se fala sobre a violência propagada pelo grupo terrorista Hamas.

Esta não seria a primeira vez que os Estados Unidos boicotariam o Conselho de Direitos Humanos. A administração de George W. Bush boicotou o orgão por vários anos, até que a administração Barack Obama voltou ao Conselho em 2009.

 

Traduzido e adaptado de Conservative Tribune

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.