- PUBLICIDADE -

EUA proíbem vendas de peças para supercomputadores da China

- PUBLICIDADE -

Várias empresas chinesas e um instituto do regime envolvidos em supercomputação de aplicações militares foram afetados pela decisão dos EUA.

O Departamento de Comércio do governo Donald Trump informou, na última sexta-feira (21), que entidades da China foram adicionados a uma lista de instituições proibidas de comprarem peças e componentes dos Estados Unidos sem aprovação governamental.

O anúncio da restrição é o mais recente esforço do governo Trump para restringir a capacidade das empresas chinesas de terem acesso à tecnologia dos EUA.

O departamento disse que incluiu as empresas na lista devido a receios com as aplicações militares dos supercomputadores em desenvolvimento.

As empresas “representam risco significativo de se envolverem em atividades contrárias aos interesses de segurança nacional e política externa dos Estados Unidos”, diz o comunicado do governo norte-americano, segundo o jornal Estadão.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -