Português   English   Español

EUA prometem aumentar pressão contra a ditadura Maduro

EUA prometem aumentar pressão contra a ditadura Maduro

O governo dos Estados Unidos se negou a reconhecer a legitimidade do governo de Nicolás Maduro, que nesta quinta-feira (10) tomou posse para um segundo “mandato presidencial”.

Após o término da cerimônia de “posse” nesta quinta-feira (10), a Casa Branca prometeu aumentar a pressão sobre o ditador da Venezuela.

Pelo Twitter, o assessor de segurança nacional da Casa Branca, John Bolton, declarou:

Os Estados Unidos não reconhecem a posse ilegítima da ditadura de Maduro. Continuaremos aumentando a pressão sobre o regime corrupto, apoiando a democrática Assembleia Nacional (Parlamento) e cobrando democracia e liberdade na Venezuela.

Nicolás Maduro, que venceu as fraudulentas eleições de 20 de maio boicotadas pela oposição, inicia um novo mandato de seis anos à frente do país.

A União Europeia e os países do Grupo Lima, que inclui desde 2017 países latino-americanos e o Canadá, também anunciaram que não reconhecerão o segundo mandato de Maduro.

Na tarde desta quinta-feira (10), logo após a posse de Maduro, o presidente do Paraguai anunciou o rompimento das relações diplomáticas com a Venezuela, conforme noticiou a RENOVA.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Deixe seu comentário...

Veja também...