- PUBLICIDADE -

EUA repudiam comentários ‘antissemitas’ do líder da Turquia

EUA repudiam comentários ‘antissemitas’ do líder da Turquia
- PUBLICIDADE -

As raízes políticas de Erdogan estão no islamismo radical.

O governo dos Estados Unidos criticou duramente o presidente Recep Tayyip Erdogan, da Turquia, nesta terça-feira (18).

Ao comentar sobre o conflito recente no Oriente Médio, Erdogan acusou Israel de “terrorismo” contra a Palestina:

“Está na sua natureza. São assassinos, a ponto de matarem crianças de 5 ou 6 anos. Só se satisfazem chupando o seu sangue.” 

O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, classificou os comentários como “antissemitas“:

“Os EUA condenam veementemente os recentes comentários antissemitas do presidente Erdogan sobre o povo judeu e os consideram repreensíveis.”

Price completou:

“Pedimos ao presidente e a outros líderes turcos que se abstenham de fazer comentários incendiários, que poderiam levar a mais violência.”

Como noticiou a Renova, o líder islâmico da Turquia também não poupou o presidente dos EUA, Joe Biden, de ataques por conta do apoio norte-americano a Israel.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -