Os Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira (02/01) que estão buscando a convocação de uma sessão de urgência no Conselho de Segurança da ONU para discutir uma resposta para a situação no Irã, onde estão ocorrendo protestos contra o regime.

Embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, disse para os jornalistas:

As liberdades que estão consagradas na Carta das Nações Unidas estão sob ataque no Irã. Vamos ter conversas no Conselho de Segurança e ver o que será necessário para ter uma sessão de urgência.

Segundo Haley, os protestos que estão acontecendo no Irã são “completamente espontâneos” e estão ocorrendo “virtualmente em todas as cidades” do país.

De acordo com números divulgados ontem (02/01), pelo menos 23 manifestantes já morreram nos protestos contra o regime islâmico iraniano.

A embaixadora Nikki Haley insistiu:

A comunidade internacional tem que se posicionar neste tema. A ONU tem que se manifestar a respeito. Não devemos ficar em silêncio.

Ao ser questionada sobre a possibilidade de serem aplicadas sanções unilaterais por parte dos Estados Unidos por causa desses protestos, Haley disse que isto não está sendo cogitado atualmente.