PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

EUA voltam a golpear o sistema de remessas de Cuba

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Os lucros destas operações beneficiam de forma desproporcional os militares cubanos”, diz o governo dos EUA.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O governo dos Estados Unidos voltou a golpear o sistema de remessas para Cuba ao aplicar sanções, nesta segunda-feira (28), contra a empresa American International Services (AIS) por seus vínculos com os militares.

A companhia, que processa as remessas em Cuba, é uma filial da empresa Fincimex, que já sofreu sanções em junho.

Em um comunicado, segundo a agência France-Presse, o Departamento de Estado dos EUA indicou:

“Os lucros destas operações beneficiam de forma desproporcional os militares cubanos, o que fomenta a repressão do povo cubano.”

E acrescentou:

“Pedimos a todas as pessoas que enviam remessas a Cuba, a usarem meios que não sejam de entidades controladas pelo governo.”

Na última sexta-feira (25), como noticiou a RenovaMídia, o governo Donald Trump anunciou novas sanções ao setor de turismo, proibindo que os norte-americanos se hospedem em propriedades pertencentes ao governo de Havana.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.