Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

EUA voltam a golpear o sistema de remessas de Cuba

Tarciso Morais

Tarciso Morais

EUA fecham escritório para assuntos migratórios em Cuba
COMPARTILHE

"Os lucros destas operações beneficiam de forma desproporcional os militares cubanos”, diz o governo dos EUA.

O governo dos Estados Unidos voltou a golpear o sistema de remessas para Cuba ao aplicar sanções, nesta segunda-feira (28), contra a empresa American International Services (AIS) por seus vínculos com os militares.

A companhia, que processa as remessas em Cuba, é uma filial da empresa Fincimex, que já sofreu sanções em junho.

Em um comunicado, segundo a agência France-Presse, o Departamento de Estado dos EUA indicou:

“Os lucros destas operações beneficiam de forma desproporcional os militares cubanos, o que fomenta a repressão do povo cubano.”

E acrescentou:

“Pedimos a todas as pessoas que enviam remessas a Cuba, a usarem meios que não sejam de entidades controladas pelo governo.”

Na última sexta-feira (25), como noticiou a RenovaMídia, o governo Donald Trump anunciou novas sanções ao setor de turismo, proibindo que os norte-americanos se hospedem em propriedades pertencentes ao governo de Havana.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram