EUA votarão contra resolução da ONU que condena Israel

Português   English   Español
EUA votarão contra resolução da ONU que condena Israel
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (15) que votará contra a resolução da ONU que condena a ocupação das Colinas de Golã por Israel desde a Guerra dos Seis Dias, em 1967, e que exige a retirada das tropas do país da região.

A embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, revelou que o país deixará de se abster sobre o caso e votará contra a resolução, que deve ser votada nesta sexta-feira (16).

Em uma nota divulgada pela própria ONU, a embaixadora dos Estados Unidos afirmou:

Os EUA não continuarão se abstendo enquanto a ONU seguir com a inútil votação anual sobre as Colinas de Golã. Se em algum momento esta resolução teve algum sentido, certamente este não é o caso.

A resolução, que conta com o apoio da grande maioria dos membros da Assembleia Geral, é votada todos os anos. Em 2017, apenas Israel e Sudão do Sul votaram contra. EUA e outros 17 países se abstiveram.

Para Haley, a resolução é claramente contrária a Israel, enquanto outros governos, como o da própria Síria, país que perdeu as Colinas de Golã na Guerra dos Seis Dias, seguem cometendo atrocidades.

Nikki Haley completou:

A destrutiva influência do regime iraniano na Síria representa uma das maiores ameaças à segurança internacional. O Estado Islâmico e outros grupos terroristas continuam na Síria, e esta resolução não faz nada para aproximar as partes para um acordo de paz. Os EUA votarão não.

 

Adaptado da fonte EFE
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...

SIGA A RENOVA