Evergrande: empresa chinesa pode dar calote de US$ 300 bilhões

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Conglomerado tem dívida de US$ 300 bilhões e dá indícios que pode dar calote.

Fundado em 1996, o grupo de construção Evergrande é a segunda maior empresa do imenso mercado da China.

A companhia assina projetos de construção em 280 cidades, com uma subsidiária no mercado de veículos elétricos, uma empresa de mídia, um parque de diversões e até mesmo um time de futebol: o Guangzhou Evergrande.

Nesta segunda-feira (20), o mercado financeiro global abriu em derretimento com notícias preocupantes sobre o endividamento da empresa, levantando preocupações com um possível “alerta de quebradeira” na China.

A expansão da Evergrande foi patrocinada por um endividamento sem precedentes. 

Atualmente, a empresa tem mais de US$ 300 bilhões em débitos abertos, com juros rolando acima da capacidade de pagamento.

Listada na bolsa de Hong Kong, a empresa já perdeu quase 85% do seu valor de mercado. 

É importante ressaltar que o risco de calote de um grupo gigante de construção gera uma série de ameaças, tanto à economia chinesa como aos mercados internacionais.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.