- PUBLICIDADE -

Evidência mais antiga da domesticação de cachorros na Arábia Saudita

Evidência mais antiga da domesticação de cachorros na Arábia Saudita
- PUBLICIDADE -

Cidade na Arábia Saudita é considerada um verdadeiro tesouro arqueológico.

A evidência mais antiga da domesticação de cachorros do noroeste da Arábia Saudita foi encontrada por um time de arqueólogos. 

Ossos de cachorro foram achados em Al Ula, uma das mais antigas cidades da região.

Os pesquisadores acreditam que o cão viveu entre os anos de 4200 e 4000 a.C.

O local da descoberta foi palco de enterros por pelo menos 600 anos, começando a ser utilizado por volta do ano 4300 a.C.

Ao todo, segundo estudo publicado na revista científica Journal of Field Archaeology, foram encontrados 26 fragmentos de ossos de um único cachorro, posicionados juntamente com os ossos de 11 humanos.

Como os restos mortais do animal indicam sinais de artrite, os pesquisadores acreditam que ele esteve na companhia dos humanos durante a fase adulta e a velhice. 

A nova evidência de domesticação de cães é cerca de mil anos mais antiga do que a encontrada anteriormente na Península Arábica

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -