Ex-candidato opositor busca impugnação das eleições na Venezuela

O ex-candidato à presidência venezuelana, Henri Falcón, buscará impugnação do resultado das eleições na Venezuela realizadas no domingo (20).

Em entrevista coletiva o ex-chefe de campanha do ex-candidato, Claudio Fermín, declarou:

Henri Falcón vai impugnar isso, vamos comparecer perante as instâncias jurídicas, perante as instâncias que o Estado nos permite.

O próprio Falcón declarou no domingo, antes da divulgação dos resultados oficiais, que não reconhecia a eleição e que o processo carecia de “legitimidade”, após denunciar que o partido de Maduro ofereceu dinheiro em troca de votos.

De acordo com informações da Agência Brasil:

Além disso, Falcón criticou o abuso da figura do voto assistido e a extensão do horário do fechamento das urnas.

Maduro foi eleito para um segundo mandato de seis anos ao conseguir 6.224.040 votos, muito acima dos 1.917.036 que obteve Falcón, segundo os dados do Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

Fermín não esclareceu quando seria introduzido o processo de impugnação, mas ressaltou que Falcón “está muito ativo”, embora não tenha aparecido em público desde domingo. Nesse sentido, destacou que a impugnação será feita no “estilo” de Falcón e de seu grupo: Nós não somos golpistas, nem somos violentos nem aventureiros”.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia