Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Ex-chefe da CIA durante a era Obama ameaça Donald Trump

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Ex-diretor da CIA, John Brennan, ameaçou os republicanos Paul Ryan e Mitch McConnell por “corroborarem” com Donald Trump.

John Brennan, ex-diretor da CIA durante o governo de Barack Obama, utilizou novamente sua conta oficial no Twitter sábado (19) passado para atacar o presidente Donald Trump.

Desta vez, ele ameaçou o presidente da Câmara, Paul Ryan e o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell.

‘Senador McConnell e Porta-voz Ryan: se Trump persistir neste caminho desastroso, vocês serão os principais responsáveis pelos danos causados à nossa democracia’, dizia o ameaçador tuíte de Brennan.

Ele acrescentou:

Vocês prestam um desserviço à nossa Nação e ao Partido Republicano se continuarem a permitir as ações de Trump.

Brennan, no entanto, não explicou quais “principais responsabilidades” Ryan e McConnell teriam de suportar, entretanto, como o ex-chefe espião da América, ele provavelmente possui inúmeros tipos de conexões, métodos e contatos do chamado “deep state” à sua disposição.

A ameaça de Brennan foi uma resposta ao fato de o presidente Trump ter ordenado ao Departamento de Justiça que investigasse indícios de espionagem por parte da administração Obama em sua campanha presidencial de 2016. Um fato inédito e que teve confirmação por um relativo número de veículos conhecidos por serem anti-Trump, como o Washington Post e o New York Times.

“Exijo, e farei isso oficialmente amanhã, que o Departamento de Justiça investigue se FBI/DOJ infiltraram ou vigiaram a campanha de Trump por motivos políticos, e se algum desses pedidos ou solicitações foi feito por gente do governo de (Barack) Obama”, declarou Trump no Twitter.

Por alguma razão, este tuíte inspirou Brennan a alertar Ryan e McConnell.

O Twitter de John Brennan está repleto de mensagens aparentemente furiosas atacando Trump e republicanos em geral, e esta não é a primeira vez que o ex-CIA profere uma ameaça.

Em março, Brennan atacou Trump diretamente.

‘Quando toda a extensão de sua venalidade, torpeza moral e corrupção política se tornarem conhecidas, você assumirá seu lugar de direito como um desgraçado demagogo na lata de lixo da história. Você pode fazer um bode expiatório de Andy McCabe, mas você não vai destruir a América … a América triunfará sobre você’, declarou no Twitter.

Samantha Power, ex-embaixadora da Organização das Nações Unidas (ONU) na era Obama, logo em seguida entrou em cena com uma ameaça própria.

‘Não é uma boa ideia irritar John Brennan’, tuitou.

Citando Dan Bongino, Trump usou seu Twitter na segunda-feira (21) pela manhã para dar um recado direto a Brennan.

‘John Brennan está em pânico. Ele se desonrou, desonrou o país, desonrou toda a comunidade de inteligência. Ele é o único homem responsável pela destruição da fé dos americanos na Comunidade de Inteligência’, afirmou o presidente Trump.

 

Traduzida e Adaptada do Breitbart por Daniel Lobo no Projeto Voluntários
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.