- PUBLICIDADE -

Ex-diretores da Odebrecht pedem perdão à Colômbia por propinas

Ex-diretores da Odebrecht pedem perdão à Colômbia por propinas

- PUBLICIDADE -

Ex-vice-ministro dos Transportes da Colômbia teria recebido propinas de US$ 6,5 milhões por concessão de obras na Rota do Sol para a Odebrecht.

Os ex-diretores da Odebrecht — Luiz Antonio Bueno Junior, Luiz Antonio Mameri e Luiz Eduardo da Rocha Soares — pediram ‘perdão’ à Colômbia e se comprometeram a colaborar com informações sobre crimes de corrupção cometidos pela empreiteira no país vizinho.

Os executivos também concordaram em pagar indenização de US$ 6,5 milhões como reparação por propinas repassadas ao ex-vice-ministro de Transportes colombiano, Gabriel Garcia Morales, para concessão das obras do trecho 2 da rodovia Rota do Sol.

As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral da República e reproduzidas pelo jornalista Fausto Macedo, no “Estadão”.

Por meio de sua Secretaria de Cooperação Internacional, a Procuradoria-geral da República (PGR) viabilizou o contato dos ex-diretores com a Justiça colombiana em videoconferência na sexta-feira (11).

Os executivos se comprometeram a colaborar com informações sobre subornos pagos pela Odebrecht na Colômbia. Além das ações penais, o acordo prevê que os colaboradores testemunhem em processos fiscais e disciplinares que envolvam a empreiteira.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -