Ex-líder do Peru diz sofrer perseguição política no caso Odebrecht

Idiomas:

Português   English   Español
Ex-líder do Peru diz sofrer perseguição política no caso Odebrecht
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O ex-presidente peruano Alan García considerou nesta quinta-feira (15) como um ato de perseguição política o pedido para que ele seja impedido de sair do país feito.

O pedido foi feito pelo promotor que investiga o escândalo de pagamento de propinas envolvendo a construtora brasileira Odebrecht.

“Lamento muito que esse tipo de instrumento seja usado para difamar uma pessoa política”, disse Alan García em entrevista concedida a jornalistas que estavam na porta de sua casa em Lima, capital do Peru.

Apesar das críticas, o ex-presidente afirmou que aceita o pedido, mesmo que ele ainda não tenha sido analisado por um juiz, por ser o maior interessado em que toda a situação seja esclarecida.

“Tenho que prestar vários depoimentos em outras investigações”, explicou o ex-presidente, que atualmente vive em Madri.

 

Adaptado da fonte EFE

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque