Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ex-ministro da Bolívia pede que Bolsonaro desconvide Morales para posse

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Ex-ministro da Bolívia pede que Bolsonaro desconvide Morales para posse
COMPARTILHE

O ex-ministro boliviano Carlos Sánchez Berzaín pediu nesta quinta-feira (27) ao presidente eleito Jair Bolsonaro que não convide Evo Morales, líder socialista da Bolívia, para sua cerimônia de posse.

Carlos Sánchez Berzaín escreveu uma carta para Jair Bolsonaro citando os recentes anúncios feitos pelo novo governo para desconvidar Cuba, Venezuela e Nicarágua para posse.

O ex-ministro da Bolívia afirma que Evo Morales também é um ditador e lidera um “regime de crime organizado”.

O político boliviano escreveu na carta:

Três ditadores de Cuba, Venezuela e Nicarágua não serem convocados para a posse do presidente democrático do Brasil e Morales sim seria um prêmio e um grande benefício para ele, que seguirá simulando uma legitimidade de democracia que não tem”, escreveu o político boliviano na carta.

O ex-ministro cita especificamente um tuíte publicado por Bolsonaro no dia 16 de dezembro.

Na mensagem, o presidente eleito diz que não estarão na sua posse representantes de “regimes que violam as liberdades dos seus povos e atuam abertamente contra o futuro governo do Brasil por afinidade ideológica com o grupo derrotado nas eleições”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram