Ex-ministro de Israel acusado de espionar para Irã deve pegar 11 anos

Idiomas:

Português   English   Español
Ex-ministro de Israel acusado de espionar para Irã deve pegar 11 anos
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Acusado de espionar para o Irã, o ex-ministro israelense Gonen Segev se declarou culpado nesta quarta-feira (9) e deve ser condenado a 11 anos de prisão.

O anúncio foi feito pelo Ministério da Justiça de Israel em comunicado divulgado nesta quarta-feira (9).

Gonen Segev ocupou o cargo de ministro de Energia e Infraestrutura entre 1995 e 1996.

Defesa e acusação chegaram a um acordo para que ele seja condenado a 11 anos de prisão por “espionagem grave” e por “transferência de informações para o inimigo”.

O acordo será apresentado em fevereiro a um tribunal para que possa ser aprovado.

Segev foi detido em maio no aeroporto Ben Gurion, perto de Tel Aviv, pela Segurança Interna (Shin Beth), mas sua prisão foi anunciada apenas em 18 de junho, informa a “AFP“.

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...