Ex-presidente do Equador, membro do Foro de S. Paulo, envolvido em sequestro

Rafael Correa, que hoje mora na Bélgica, é suspeito de ter mandado sequestrar seu opositor Fernando Balda na Colômbia, em 2012.

O Parlamento do Equador decidiu na quinta-feira (14) autorizar a investigação do ex-presidente Rafael Correa por suposto envolvimento no sequestro de um político opositor na Colômbia.

A Assembleia Nacional declarou “improcedente” o pedido de uma juíza para bloquear a investigação, e sua decisão teve o aval de 83 dos 137 deputados.

De acordo com informações da VEJA:

Os congressistas consideraram que Correa, que vive atualmente na Bélgica, já não exerce a função de presidente e não tem mais as prerrogativas previstas na Constituição para o chefe de Estado.

A Procuradoria informou na segunda-feira (11) ter pedido à Justiça equatoriana a autorização para investigar Correa no caso do suposto sequestro de Fernando Balda, após o surgimento de indícios do envolvimento do ex-presidente.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia