Ex-presidente Park condenada a mais oito anos de prisão

A ex-presidente Park Geun-hye foi condenada a mais oito anos de prisão por um tribunal da Coreia do Sul nesta sexta-feira (20).

A Corte a considerou culpada de provocar perdas em fundos do governo e por interferir em uma eleição parlamentar de 2016.

Park Geun-hye já havia sido sentenciada a 24 anos de prisão depois que uma instância inferior a declarou culpada de acusações separadas como suborno, abuso de poder e coerção em abril.

Todas as penas devem ser cumpridas consecutivamente, disse uma porta-voz da corte.

Park se tornou a primeira líder da Coreia do Sul eleita democraticamente a sofrer um impeachment no ano passado, quando o Tribunal Constitucional a afastou devido a um escândalo que expôs uma rede de corrupção entre líderes políticos e os poderosos conglomerados do país, conhecidos como chaebol.

Park, de 66 anos, negou qualquer delito e não estava presente no tribunal. Não ficou claro de imediato se ela apelará.

 

Adaptado da fonte Reuters Brasil
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia