Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ex-secretário de Alckmin vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Ex-secretário de Alckmin vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Moacir Rossetti é acusado pelo Ministério Público de SP de ter recebido, em 2012, R$ 289 mil em propina da construtora Camargo Corrêa para campanhas do PSDB.

A juíza da 1º Vara Criminal de São Paulo, Maria Fernanda Belli, aceitou denúncia e tornou réu Moacir Rossetti, ex-secretário estadual de Logística e Transporte do governo Geraldo Alckmin (PSDB), nesta quinta-feira (7).

Moacir responderá pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa dele, por meio de nota, negou as acusações.

O ex-secretário de Alckmin é acusado pelo Ministério Público de ter recebido R$ 289 mil da construtora Camargo Corrêa para abastecer campanhas do PSDB nas eleições municipais de 2012 no estado de São Paulo, informa o G1.

Por meio de sua assessoria, o ex-governador Geraldo Alckmin disse que “reitera seu apoio às investigações propostas pela Justiça em quaisquer instâncias, bem como a punição aos responsáveis pelas eventuais irregularidades comprovadas”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email