Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Excesso de metais detectado em bombeiros de Brumadinho

Excesso de metais detectado em bombeiros de Brumadinho
COMPARTILHE

Três exames laboratoriais indicaram uma elevada quantidade de alumínio nos corpos dos profissionais, enquanto um quarto identificou a presença de cobre.

O governo de Minas Gerais informou nesta quarta-feira (20) ter detectado níveis anormais de metais no organismo de bombeiros que atuam na tragédia em Brumadinho, onde uma barragem da Vale se rompeu, em 25 de janeiro.

A administração estadual informou que a alteração não significa intoxicação aguda e assegurou que os profissionais não apresentam sintoma, apesar da elevada quantidade de alumínio e cobre detectada.

“É esperado que, após a interrupção da exposição, os níveis destes metais no organismo sejam normalizados”, afirmou o governo de Romeu Zema no comunicado.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais estima que, ao todo, cerca de mil pessoas tenham tido contato direto ou indireto com a lama de rejeitos da barragem, inclusive por inalação, informa o UOL.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, anunciou na última segunda-feira (18) que o Ministério da Saúde vai acompanhar por 20 anos a saúde de profissionais que atuaram em Brumadinho, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE