- PUBLICIDADE -

Exclusão da Huawei da 5G foi decisão técnica, diz Reino Unido

Exclusão da Huawei da 5G foi decisão técnica, diz Reino Unido

- PUBLICIDADE -

O novo posicionamento do Reino Unido sobre a Huawei gerou duras críticas do regime chinês.

Matt Hancock, ministro da Saúde do Reino Unido, rejeitou a narrativa de boa parte da imprensa sobre a suposta influência de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, na exclusão da gigante chinesa Huawei da nova rede 5G britânica.

Questionado sobre o assunto durante entrevista à emissora Sky News, Hancock insistiu que foi uma “decisão técnica” baseada nos conselhos de órgãos do governo para garantir a implementação de “sistemas 5G da mais alta qualidade nos próximos anos”. 

Hancock ainda pediu para os espectadores assistirem a uma declaração do ministro da Cultura e do Setor Digital, Oliver Dowden, durante o anúncio da decisão na última terça-feira (14).

Em discurso na Câmara dos Comuns, Dowden justificou a decisão pela “incerteza” causada pelas sanções aplicadas pelos EUA contra a gigante tecnológica da China.

“A partir do fim deste ano, provedores de telecomunicações não poderão comprar qualquer equipamento 5G da Huawei. A partir do fim deste ano, provedores de telecomunicações não poderão comprar qualquer equipamento 5G da Huawei”, disse Dowden, como noticiou a RenovaMídia.

Um dia depois da decisão do Reino Unido, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, disse que Londres se deixou “enganar” pelos EUA.

Em conversa com a imprensa, Chunying disse que Pequim alertou que “tomará uma série de medidas para defender os interesses legítimos das empresas chinesas”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -