Exército da Síria recuperou controle de 60% do território

Idiomas:

Português   English   Español
Timetable of Diplomatic Rows When SAA Engaged in Liberation of Aleppo
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As forças leais ao líder da Síria, Bashar al Assad, já controlam 60,2% do território do país, o que equivale a 111.440 de um total de 180 mil km².


Desde o começo do ano, o exército sírio recuperou o controle de várias áreas dominadas pelos jihadistas nos arredores da capital Damasco e nas províncias de Hama e Homs, no centro do país, tanto por avanços militares como por acordos de evacuação.

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança liderada por Curdos e apoiada pelos Estados Unidos, controla 26,7% do país, que corresponde aos territórios entre o vale do rio Eufrates e as regiões fronteiriças com Iraque e Turquia, no nordeste sírio.

As facções jihadistas que lutam contra Bashar al-Assad perderam terreno e agora têm em seu poder 6,2% do território da Síria, áreas que, em sua maioria, estão nas províncias de Idlib (nordeste), Aleppo (norte) e Deraa (sul).

As tropas apoiadas pela Turquia dominam 2% do território, em uma faixa fronteiriça no noroeste do país, para onde avançaram no início do ano ao expulsarem da região de Afrin as milícias curdas filiadas às FSD.

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) controla 3% da Síria, especialmente em áreas desérticas na fronteira iraquiana, além de pequenos enclaves no campo de refugiados palestinos de Al Yarmouk, ao sul de Damasco, e nas províncias de Deraa e Al Quneitra, onde opera o exército de Khaled bin Walid, ligado ao EI.

O 1,9% restante do território está sob o poder de facções rebeldes apoiadas pelos EUA, em uma área desértica na tríplice fronteira com o Iraque e a Jordânia.

 

Com informações de: [BOL]

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...