Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Exército da Venezuela não vai permitir ‘vandalismo’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Exército da Venezuela não vai permitir ‘vandalismo’

O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, disse que as Forças Armadas não tolerarão atos de “vandalismo ou terrorismo”.

O chavista Vladimir Padrino também disse que os militares jamais se subordinarão “a um governo que não seja eleito democraticamente pelo povo ou a uma potência estrangeira”.

Em pronunciamento feito pela TV venezuelana nesta quinta-feira (24), o ministro da Defesa declarou:

“Não vamos tolerar o vandalismo ou atos terroristas por parte de grupos que promovam a violência como um perverso mecanismo para alcançar seus fins.”

O alerta foi enviado pelo ministro pouco tempo após os comandantes de regiões militares em que o território venezuelano é subdividido manifestarem lealdade ao ditador Nicolás Maduro e rechaçarem a “ingerência externa”, conforme noticiou a RENOVA.

Segundo López, o governo dos Estados Unidos lidera um movimento para deflagrar um “vulgar golpe de Estado”.

Para o ministro, o propósito é arruinar “projetos progressistas incômodos a suas ambições imperialistas”.

Segundo a agência “EBC“, ele acrescentou:

“Estão executando uma guerra híbrida sem precedentes contra a Venezuela. Uma guera que inclui bloqueio econômico-financeiro, sabotagens, notícias falsas e desinformação, entre outras técnicas, para gerar a ingovernabilidade e justificar uma intervenção militar.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email