Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Exército do Iraque admite uso excessivo de força contra cidadãos

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Exército do Iraque admite uso excessivo de força contra cidadãos
COMPARTILHE

Iraque anunciou medidas em resposta às reivindicações dos manifestantes. Mais de 100 pessoas já morreram nos protestos.

Pela primeira vez, o exército do Iraque reconheceu, nesta segunda-feira (7), que fez uso excessivo da força durante os protestos que eclodiram na última semana.

Desde 1º de outubro, manifestações estouraram na capital Bagdá e nas cidades do sul do país. Os cidadãos exigem a renúncia do governo, que sofre com acusações de corrupção.

Até o momento, mais de 100 pessoas perderam a vida, a maioria manifestantes. Além disso, mais de 6 mil ficaram feridos, informa a agência AFP.

“Já estamos pedindo explicações aos policiais que cometeram esses erros”, afirma um comunicado do exército iraquiano.

Por sua vez, o regime islâmico do Irã, país vizinho e aliado do Iraque, classificou as manifestações espontâneas como uma “conspiração”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM