Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Exército testa mísseis durante exercícios militares na Amazônia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Exército testa mísseis durante exercícios militares na Amazônia
Imagem: Divulgação/Exército
COMPARTILHE

Disparos foram realizados pelo 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (6º GMF), sediado em Formosa, no Goiás.

O Exército Brasileiro realizou, no dia 15 de setembro, duas missões de tiro real, com o objetivo de neutralizar uma base do exército oponente. 

O primeiro exercício de tiro com o sistema de lançadores múltiplos ASTROS em ambiente amazônico aconteceu durante as manobras militares da operação “Amazônia”, uma simulação de guerra em ambiente de selva. 

Além do ASTROS, a missão também contou com disparos dos mísseis antiaéreos RBS-70 e IGLA-S.

Imagem: Divulgação/Exército

O disparo do ASTROS ocorreu numa base do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), às margens da AM-010, que liga Manaus ao município de Rio Preto da Eva, no Amazonas.

O Astros 2020 é um sistema para a saturação de área, com o objetivo de lançar grande quantidade de fogos em um curto espaço de tempo. Os foguetes são de grande profundidade, com um tiro de rigoroso controle de precisão e inteligência. É uma arma eficiente e precisa, com munição de altíssima capacidade de destruição.

Os foguetes têm a capacidade de destruir uma área de 16 km² e o seu alcance varia entre 30 e 80 km. A tecnologia do ASTROS é toda de fabricação nacional.

Imagem: Divulgação/Exército
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram