Português   English   Español

Exportadores do Brasil temem calote da ditadura cubana

Dezenas de empresas brasileiras que vendem alimentos para a ilha comunista de Cuba estão sem receber pelas mercadorias embarcadas.

O problema está associado ao Programa de Financiamento às Exportações (Proex).

Os prejuízos acumulados desde abril são de cerca 41 milhões de euros. Cuba ainda deve outros 20 milhões de dólares em operações com o BNDES, conforme noticiou a Renova Mídia.

Na última semana, o deputado federal Jerônimo Goergen foi ao banco de desenvolvimento tratar do assunto.

O parlamentar declarou:

Estamos muito preocupados e o risco de calote é real. E estamos falando de valores vultosos, que podem comprometer a saúde financeira das empresas.

 

Adaptado da fonte O Antagonista

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...