Extrema-esquerda protesta contra o resultado da eleição

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Após a confirmação da vitória de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno da eleição presidencial, o candidato derrotado do PSOL, Guilherme Boulos, convocou protestos em várias cidades do Brasil.

Líder do grupo de extrema-esquerda Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Boulos afirmou que “o povo sem medo vai às ruas de várias cidades do País para afirmar nosso compromisso com a democracia e com nossos direitos”, conforme noticiou a Renova Mídia.

Em mensagem publicada na sua conta no Twitter nesta segunda-feira (29), o extremista questionou o resultado eleitoral: “Vai ter resistência!”

Enquanto questiona o voto de quase 58 milhões de brasileiros, Boulos fala em uma suposta “Frente Ampla pela Democracia” e promete combater Bolsonaro com “serenidade e coragem”.

Enquanto isso, ainda na noite desta segunda, durante entrevista na RecordTV, o presidente eleito Jair Bolsonaro reafirmou seu compromisso com a proposta de qualificar a invasão de propriedade privada como “terrorismo”.

O militar declarou:

No que depender de mim, qualquer invasão, seja feita pelo MST como pelo MTST, terá que ser tipificada como terrorismo. E a propriedade privada é sagrada, seja urbana ou rural.

A declaração de Bolsonaro repercutiu e provocou mais uma resposta do líder extremista, também em seu perfil no Twitter.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.