Português   English   Español

Extremistas islâmicos executam 27 cristãos no Congo

Extremistas islâmicos executam 27 cristãos no Congo

Líderes locais vêm denunciando a incapacidade das tropas da ONU na região de prevenir ataques com motivação religiosa.

Guerrilheiros islâmicos da Defesa Internacional Muçulmana (ADF) invadiram a cidade de Beni, no leste da República Democrática do Congo, no último sábado (21).

Segundo fontes locais, eles atacaram os moradores usando facões e armamento pesado, causando pânico generalizado.

Um porta-voz do governo disse que o ataque, que durou até as 22h, deixou pelo menos 18 pessoas mortas. Contudo, testemunhas revelam que o número de mortos chega a 40. Algumas das vítimas foram golpeadas por facões, com requintes de crueldade.

Segundo um pastor local, pelo menos 27 vítimas são membros de igrejas locais.

“Eles eram de diferentes denominações”, explica o líder evangélico que preferiu não se identificar por questões de segurança.

A ADF, que tem origem em Uganda e opera na região desde 1995, foi responsabilizada por centenas de mortes de civis nos últimos quatro anos. Eles tentam eliminar a presença cristã no nordeste do país, tendo realizado seguidos ataques, além de estupros, sequestros e assassinatos.

 

Adaptado da fonte Gospel Prime

Deixe seu comentário

Veja também...