Português   English   Español

Facções do crime ameaçam impedir o livre trânsito de eleitores

Janela perfurada com um tiro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A guerra de facções criminosas em áreas de votação ameaça o trabalho de juízes eleitorais e o livre trânsito de cidadãos por todo o Brasil.


Um clima de insegurança dificulta o trabalho de juízes eleitorais pelo Brasil neste ano.

Os problemas envolvem a guerra de facções criminosas em áreas de votação, a falta de policiais para proteger urnas eletrônicas e cartórios com sistema de vigilância precária.

As histórias se repetem em várias localidades e, em algumas delas, já afetam o funcionamento da Justiça Eleitoral, como ocorreu no Acre.

Em cidades do Rio Grande do Norte, por exemplo, há um grande número de pistoleiros, o que complica ainda mais a violência em época de eleição.

A situação se agrava na região de fronteira com Peru e Bolívia. “Ali a zona eleitoral não dispõe de segurança suficiente”, diz um relatório da Justiça.

Há um clima de faroeste também nos grandes centros. Em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro, o juiz Carlos Manuel do Souto atua numa área cada vez mais conflagrada pela briga de facções do tráfico.

 

Adaptado da fonte O Globo

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...