Português   English   Español

Facebook censura jornal independente por criticar migração ilegal

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A mídia independente Voice of Europe está sofrendo nas mãos dos administradores do Facebook. Várias de suas notícias estão sendo marcadas como “discurso de ódio” apenas por conter críticas ao sistema migratório vigente.

Em editorial, o jornal Voice of Europe explicou a perseguição recente exercida por moderadores da rede social controlada por Mark Zuckerberg.

“Nós éramos um dos sites de notícias europeus que mais cresciam no Facebook, com pelo menos 30.000 pessoas se juntando a nós todos os meses […] mas esses dias acabaram depois que o Facebook decidiu nos censurar, nos suspender e nos ameaçar”, explica o editor do jornal no primeiro parágrafo do editorial.

E continuou:

Embora não tenhamos alterado nada em nossas postagens, o comportamento do Facebook em relação a nós mudou. Várias publicações inocentes se tornaram motivos para o Facebook suspender nossos funcionários.

Por exemplo, postar uma foto de poloneses protestando atrás de um cartaz escrito “Mohammed não é bem-vindo” foi um motivo para suspender um de nossos moderadores por 24 horas e tivemos que excluir o conteúdo também. Mas isso se tornaria muito pior…

Esta semana fomos banidos por postar nossas próprias notícias e um de nossos moderadores recebeu uma suspensão de 30 dias! Embora entendamos que as notícias também podem ser “discurso de ódio”, não achamos que esse seja o caso aqui.

Nós publicamos a resenha do livro de um ex-presidente tcheco que dizia: “O afluxo de migrantes é comparável às invasões bárbaras da Europa”.

Enquanto o artigo critica fortemente a migração, ele é notícia, como qualquer outro artigo em nosso site. Mas não de acordo com o Facebook: o artigo foi removido, recebemos uma suspensão de 30 dias e o Facebook ameaçou remover nossa página.

A mídia independente Voice of Europe decidiu que irá filtrar o conteúdo postado no Facebook para não perder a conta com milhares de seguidores.

Nossas estatísticas caíram agora para níveis baixíssimos porque postamos notícias que criticam a migração.

O primeiro-ministro da Hungria disse uma vez: “A Europa não é livre, porque a liberdade começa quando se fala a verdade. Na Europa hoje é proibido falar a verdade.”

Ele está certo.

 

Matéria traduzida e adaptada de: [VoE]

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...