Facebook retira do ar perfis e páginas ligadas ao MBL

A rede social retirou do ar nesta quarta-feira (25) uma rede de páginas e contas usadas por membros do Movimento Brasil Livre. Segundo a reportagem original da Reuters, o MBL seria um “grupo ativista da extrema-direita”.

A iniciativa seria parte dos esforços para reprimir perfis enganosos antes das eleições de outubro no Brasil.

O Facebook disse em um comunicado que desativou 196 páginas e 87 contas no Brasil por sua participação em “uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”.

As páginas e os usuários envolvidos não foram identificados no comunicado.

As páginas desativadas, que juntas tinham mais de meio milhão de seguidores, variavam de notícias sensacionalistas a temas políticos, com uma abordagem claramente conservadora, com nomes como Jornalivre e O Diário Nacional, segundo informações da Reuters Brasil.

Pelo Twitter, o Movimento Brasil Livre demonstrou indignação com a atitude do Facebook.

O jornalista Alexandre Borges denunciou o banimento do perfil pessoal de Renan Santos, um dos líderes do movimento.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia