Fachin arquiva inquérito que investigava Maia e o pai

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Fachin arquiva inquérito que investigava Rodrigo Maia e o pai do deputado, César Maia.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, determinou o arquivamento do inquérito que investigava o deputado federal Rodrigo Maia e o pai dele, o vereador do Rio de Janeiro, César Maia.

O inquérito apurava se os políticos do DEM receberam vantagens indevidas da empreiteira Odebrecht entre 2014 e 2018.

Ambos negam as acusações desde que as investigações começaram.

Ao arquivar o inquérito, Fachin atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

A subprocuradora-geral, Lindôra Araújo, argumentou:

“A apuração não reuniu até o momento suporte probatório mínimo (justa causa em sentido estrito) que ampare o oferecimento de denúncia. Assim, não havendo lastro probatório mínimo para o oferecimento de denúncia com perspectiva de êxito, justifica-se o arquivamento deste inquérito.”

A posição da PGR divergiu da apresentada pela Polícia Federal.

A PF concluiu que havia indícios contra Rodrigo e César Maia dos crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro por supostos repasses da Odebrecht.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.