- PUBLICIDADE -

Farinha de mandioca de Bragança recebe selo valioso

Foto: Natascha Penna/Arquivo Pessoal/Direitos Reservados
- PUBLICIDADE -

A relação entre a cidade de Bragança e a produção de farinha de mandioca é antiga.

A produção da farinha de mandioca Bragança recebeu, na última terça-feira (18), o registro de Indicação Geográfica (IG) na modalidade Indicação de Procedência.

Este selo é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, que detêm valor intrínseco, identidade própria, o que os distingue dos similares disponíveis no mercado.

A farinha de mandioca de Bragança é a 80ª IG do Brasil, tendo o seu registro publicado na edição 2628 da Revista de Propriedade Industrial.

Este alimento histórico já fazia parte do cotidiano dos índios que viviam na região antes do século XIX e, até os dias de hoje, sua produção segue um método específico, que envolve um período de fermentação de quatro a cinco dias de molho em reservatórios com água. 

A farinha de mandioca de Bragança é bem granulada e possui um sabor específico e inconfundível devido à ação da fermentação e ao uso recorrente da mandioca brava, que contém maior concentração de ácido cianídrico em sua composição e passa por um processo de redução desse teor para se tornar apta ao consumo humano.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -