Português   English   Español

Favoritismo de Bolsonaro destrava IPOs de empresas brasileiras

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Faltando dias para o segundo turno, o mercado já dá como certa a vitória de Jair Bolsonaro, que caiu no gosto dos investidores.

A última semana antes das eleições surpreendeu projeções de que 2018 estava quase perdido para as ofertas inicias de ações, com diversas empresas retomando planos depois de meses de paralisia.

Faltando dias para o segundo turno, o mercado já dá como certa a vitória de Jair Bolsonaro, que caiu no gosto dos investidores. A expectativa de um novo governo comprometido com a agenda de austeridade fiscal levou o Ibovespa a entrar em bull market e destravou as ofertas.

Desde segunda-feira, a Tivit retomou os planos de negociar ações em bolsa, o BMG registrou um pedido IPO e a StoneCo, que abriu capital antecipou a precificação para quarta diante da forte demanda pelos papéis.

“A grande probabilidade do candidato com viés reformista ganhar a eleição já começou a aguçar o interesse de empresas”, disse Pedro Galdi, analista de investimentos da Mirae Asset.

“Com a confirmação de um cenário de retomada da economia, da confiança do empresário e dos consumidores, abre-se uma janela de oportunidades para captações no mercado de capitais, seja em ações ou renda fixa”, completou.

 

Adaptado da fonte Exame

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...