Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Fazendas subsidiadas pela UE ameaçam a vida silvestre

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fazendas subsidiadas pela UE ameacam a vida silvestre
Imagem: Laetitia Vancon/The New York Times
COMPARTILHE

UE conhece as terríveis consequências da sua política agrícola para a vida silvestre, mas parece não se importar.

Um dos maiores responsáveis pela poluição nas fazendas do velho continente é o programa de subsídios anuais de US$ 65 bilhões oferecido pela União Europeia para sustentar os agricultores. 

A vasta beleza das fazendas europeias de hoje é enganadora, informa o jornal New York Times.

As borboletas estão desaparecendo e os insetos estão sumindo, ameaçando acabar com a cadeia alimentar que sustenta a vida. 

As perdizes já foram onipresentes, fazendo seus ninhos em altas cercas vivas onde os filhotes se alimentavam de sementes e insetos. Agora, a população dos animais na Holanda teve queda de mais de 90%. No Reino Unido foram observados declínios semelhantes.

E, para piorar ainda mais a situação, faz quase duas décadas que autoridades da UE sabem das terríveis consequências dessa política agrícola para a vida silvestre. 

Em 2004, por exemplo, cientistas divulgaram relatórios responsabilizando os subsídios agrícolas pelo declínio da população de pássaros e “graves efeitos adversos para a biodiversidade na agricultura”. 

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram