Fazendeiros brancos do Zimbábue voltam pra casa

A narrativa do “opressor colonialista” entrou em colapso no Zimbábue após o ditador Robert Mugabe deixar o poder e os fazendeiros brancos voltarem para casa.

Durante anos, Mugabe autorizou a invasão violenta de muitas fazendas cujo proprietários eram brancos, justificando as ações com o pretexto de que estava corrigindo os desequilíbrios da era colonial.

A Reuters relatou a história do fazendeiro Rob Smart, que foi obrigado a deixar suas terras em junho sob a mira das armas do exército do país.

Ele retornou à sua propriedade e presenciou lágrimas de alegria dos antigos trabalhadores e de suas famílias que também haviam sido expulsas. O retorno de Rob Smart é o primeiro sinal de que o presidente que substituiu Robert Mugabe está fazendo um voto para parar as apreensões ilegais de terras e restaurar direitos de propriedade no país.

Dezenas de jubilosos zimbabuenses quase derrubaram o fazendeiro de 71 anos enquanto ele e seus dois filhos saíam do carro para pisar em sua terra pela primeira vez em seis meses.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *