FBI utilizou dossiê falso financiado pelos Democratas como evidência

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Este é o segundo de uma série de artigos sobre o memorando divulgado nesta sexta-feira (02/02) pelo Congresso dos Estados Unidos.

O dossiê compilado por Christopher Steele em nome do Comitê Democrata Nacional (DNC) e da campanha de Hillary Clinton foi utilizado como principal evidência para conseguir a permissão na corte FISA para espionar o membro voluntário da campanha de Trump, Carter Page.

O agente britânico Steele recebeu 160 mil dólares do DNC e de Hillary através das empresas Perkins Coie e Fusion GPS para obter “informação depreciativa” conectando Donald Trump com a Rússia.

Como você viu no primeiro artigo dessa série, vários nomes do alto escalão do FBI e do Departamento de Justiça estão envolvidos no escândalo após aprovarem a espionagem contra membro do time Trump, Carter Page.

Em nenhum momento do pedido à corte FISA, o FBI e DOJ citam as informações sobre o relacionamento prévio entre Steele e o partido democrata. Uma grave omissão de informações que, com toda certeza, seriam suficientes para impedir que a espionagem seguisse adiante.

 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.