Português   English   Español

FBI utilizou dossiê falso financiado pelos Democratas como evidência

Este é o segundo de uma série de artigos sobre o memorando divulgado nesta sexta-feira (02/02) pelo Congresso dos Estados Unidos.

O dossiê compilado por Christopher Steele em nome do Comitê Democrata Nacional (DNC) e da campanha de Hillary Clinton foi utilizado como principal evidência para conseguir a permissão na corte FISA para espionar o membro voluntário da campanha de Trump, Carter Page.

O agente britânico Steele recebeu 160 mil dólares do DNC e de Hillary através das empresas Perkins Coie e Fusion GPS para obter “informação depreciativa” conectando Donald Trump com a Rússia.

Como você viu no primeiro artigo dessa série, vários nomes do alto escalão do FBI e do Departamento de Justiça estão envolvidos no escândalo após aprovarem a espionagem contra membro do time Trump, Carter Page.

Em nenhum momento do pedido à corte FISA, o FBI e DOJ citam as informações sobre o relacionamento prévio entre Steele e o partido democrata. Uma grave omissão de informações que, com toda certeza, seriam suficientes para impedir que a espionagem seguisse adiante.

 

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter