FBI investiga conexão da Antifa com o cartel do México

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Extremistas da Antifa “planejaram interromper as operações de segurança e de policiamento na fronteira entre os EUA e o México”.

A Polícia Federal dos EUA (FBI) tem coletado informações sobre os americanos que têm ajudado as caravanas de imigrantes ilegais que se dirigem para a fronteira dos Estados Unidos com o México.

A investigação inicial gerou desdobramentos. Segundo o jornal DailyWire, o FBI agora está investigando um suposto complô de “ativistas antifascistas” para comprar armas de um cartel de drogas mexicano.

A investigação decorre de um esquema do cartel mexicano para vender as armas aos membros do grupo de extrema esquerda Antifa.

O homem no centro da investigação do FBI é Ivan Riebeling, descrito no relatório como um “associado do cartel baseado no México conhecido como Comandante Cobra”.

O relatório afirma que os ativistas tentaram “encenar uma rebelião armada na fronteira”, informou o jornal San Diego Union-Tribune, que teve acesso ao documento do FBI.

Os esquerdistas “planejaram interromper as operações de segurança e policiamento na fronteira entre os EUA e o México”, ainda segundo o relatório.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.