Fernández rebate declaração de Bolsonaro sobre a Argentina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Exército Argentino nas ruas para manter o povo em casa”, disse Bolsonaro.

Na noite de quarta-feira (14), o governo da Argentina anunciou novas medidas de restrição à circulação de pessoas para frear uma segunda onda de coronavírus no país.

Em um tuíte publicado na manhã desta quinta-feira (15), o presidente da República, Jair Bolsonaro, escreveu: 

“Exército Argentino nas ruas para manter o povo em casa./- Toque de recolher entre 20h e 08h./- Bom dia a todos.”

Minutos após a publicação, Fernández esclareceu que os militares da Argentina desempenham um papel de apoio na pandemia.

Em entrevista à Radio 10 de Buenos Aires, Fernández acrescentou:

“É preciso explicar para ele [Bolsonaro] um pouco de como funciona a Constituição. Em primeiro lugar, na Argentina, não tem toque de recolher. Um segundo ponto: na Argentina as Forças Armadas não fazem a segurança interna.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.