Fernando Bezerra diz que foi vítima de ação para atingir Congresso

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Fernando Bezerra chegou a colocar à disposição o cargo de líder do governo no Senado.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), contestou a operação da Polícia Federal (PF) da qual foi alvo na semana passada.

Em discurso no plenário da Câmara, o emedebista chamou a ação de “arbitrária e gravíssima”, afirmando que o ato teve como objetivos “atingir o Congresso Nacional e o governo Bolsonaro”.

A operação da PF apurou um suposto esquema de pagamento de propinas que teria Coelho como beneficiário, no período em que ele foi ministro da Integração do governo de Dilma Rousseff (PT), em 2014.

O discurso de Coelho foi valorizado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

A Mesa Diretora do Senado entrou, nesta terça-feira (24), com um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão tomada pelo ministro Luís Roberto Barroso, que autorizou a ação da PF.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.