Português   English   Español

Fernando Haddad ataca as Forças Amardas do Brasil

“Instituições estão se sentindo ameaçadas pela linha dura das Forças Armadas”, afirmou Haddad.

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou que as instituições estão se sentindo ameaçadas pela linha dura das Forças Armadas e que, por isso, têm demorado para reagir aos ataques da campanha de Jair Bolsonaro (PSL).

Haddad questionou o papel do ministro Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) no processo eleitoral.

O petista insinuou que o general se coloca como “ameaça” ou “tutela” para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ao participar de uma coletiva de imprensa, neste domingo (21), ao lado da presidente da corte, Rosa Weber.

O poste de Lula declarou, segundo informações da Folha de S. Paulo:

O que o Etchegoyen tinha que estar dando entrevista do lado da Rosa Weber? Quem é ele? Qual autoridade que ele tem no TSE? O que ele tem com isso? Ele foi lá se colocar como uma ameaça, tutelar? Isso nunca aconteceu. Os tribunais não precisam disso.

Ontem, em coletiva de imprensa, a presidente do TSE deu a entender que a narrativa do PT sobre o impulsionamento de mensagens no WhatsApp por empresários pró-Bolsonaro não passa de boataria, conforme noticiou a Renova Mídia.

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...