- PUBLICIDADE -

Festival ‘Lula Livre’ ignora veto a showmício

- PUBLICIDADE -

A Justiça Eleitoral do Brasil está bastante preocupada com a influência das fake news. Mas, curiosamente, permanece ausente da fiscalização de todas as formas de campanha antecipada ou claramente ilegal.

O festival Lula Livre acontece neste sábado (28), a partir das 14h, no Rio de Janeiro.

O evento “reunirá artistas e intelectuais latino-americanos em ato cultural e político em defesa da democracia e contra a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, segundo informações do blog esquerdista Rede Brasil Atual.

A programação musical do “festival”, que também pode ser chamado de showmício, terá nomes como Ana Cañas, Beth Carvalho, Noca da Portela, Nelson Sargento, MC Carol e Renegado, além de Chico Buarque, Gilberto Gil, Jards Macalé, Chico César e Odair José

Além da classe artística, políticos do Partido dos Trabalhadores (PT) e aliados (inclusive potenciais substitutos de Lula como candidato) também vão marcar presença.

A jornalista Vera Magalhães aponta a ilegalidade por trás do “festival” em artigo no portal BR18:

A lei eleitoral proíbe, em seu artigo 39, parágrafo 7.º, da Lei 9.504/1999, acrescentado pela Lei 11.300/2006, “a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos” e a apresentação, “remunerada ou não”, de artistas para animar comícios e reuniões eleitorais.

Se o show #LulaLivre não é um showcomício, é o que?

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -