Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Fezes podem ajudar na transmissão do coronavírus, diz estudo

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Rússia expulsará estrangeiros infectados por coronavírus

Possibilidade não surpreende totalmente os cientistas, uma vez que o novo coronavírus pertence à mesma família do SARS.

Uma equipe de cientistas afirmou, nesta sexta-feira (7), que a diarreia pode ser uma forma secundária de transmissão do novo coronavírus.

Um estudo recente publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) reportou que pacientes infectados relatam queixas de dores abdominais e desarranjo.

Acredita-se que a forma primária de contágio sejam gotículas com o vírus expelidas pela tosse das pessoas infectadas, mas pesquisadores indicam que os problemas sintomas respiratórios podem ter negligenciado os relacionados ao trato digestivo.

10% dos pacientes infectados no hospital de Wuhan, na China, apresentaram inicialmente diarreia e náuseas um ou dois dias antes de terem febre e dificuldade respiratória.

O primeiro paciente diagnosticado com o 2019-nCoV nos Estados Unidos também sofreu com desarranjo intestinal por dois dias. Em seguida, o vírus foi detectado em suas fezes, informa jornal Correio Braziliense.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email