Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

FGV diz que Decotelli não atuou como professor na instituição

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Decotelli aponta seu ‘grande desafio’ à frente do MEC

FGV disse que Decotteli não atuou “como professor de qualquer das escolas da Fundação”.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) negou, nesta segunda-feira (29), que o ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, tenha sido professor ou pesquisador da instituição.

Em nota, a FGV diz que Decotelli não atuou como professor na instituição:

“Prof. Decotelli atuou apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos e não como professor de qualquer das escolas da Fundação.”

Por outro lado, a professora Brigitte Wolf, da Universidade de Wüppertal, na Alemanha, disse que, por lá, ele era tido como professor da FGV.

De acordo com ela, que foi orientadora de Decotelli, o indicado para o comando do MEC esteve na Alemanha enquanto cumpria um período sabático na FGV.

Ainda ontem, em comunicado oficial, a universidade alemã garantiu que Decotteli fez a pós-graduação na instituição. O indicado ao ministério, posteriormente, removeu este trecho do currículo.

Referências: [1][2]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email