Português   English   Español

Filha de Roberto Jefferson tem 10 mil votos e não é reeleita

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Denunciada por suposto esquema de fraudes no Ministério do Trabalho e proibida de por os pés na pasta pelo Supremo, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB) não se reelegeu pelo Rio de Janeiro.

Com apenas 10.002 votos, a parlamentar vai perder o foro privilegiado na Corte máxima já no dia 1.º de janeiro. Investigações que a envolvam devem prosseguir na primeira instância judicial.

Filha do ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, pivô do esquema do Mensalão, em 2005, Cristiane Brasil chegou ao Congresso nas eleições de 2014, quando teve 80 mil votos.

Ela chegou a ser cotada pelo governo Michel Temer para assumir o Ministério do Trabalho, mas teve seus planos frustrados por decisão da ex-presidente do Supremo, Cármen Lúcia, em janeiro, no âmbito de ação popular em que advogados apontavam que ela havia sofrido condenações na Justiça Trabalhista. Outros juízes federais já haviam dado liminares para suspender a posse.

 

Adaptado da fonte Estadão

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações