Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Filipe Martins critica tentativa da UE de mediar crise da Venezuela

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais

O assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, criticou nesta sexta-feira (8) a reunião idealizada pela União Europeia para discutir uma mediação entre a ditadura e a oposição na Venezuela.

“O ‘Mecanismo de Montevidéu’ é o sonho de Maduro”, escreveu Filipe G. Martins, referindo-se ao ditador Nicolás Maduro.

“Apela ao ‘diálogo entre governo e oposição’, – só que Maduro não é mais governo, e sim usurpador, e a oposição não é mais oposição, e sim governo interino legítimo, conforme a constituição da Venezuela”, acrescentou.

Na quinta-feira (7), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, já havia mostrado reservas à iniciativa da União Europeia, conforme noticiou a RENOVA.

Araújo explicou que o Brasil não participou da reunião porque ela colocava Maduro e o presidente reconhecido pelo governo brasileiro, Juan Guaidó, em pé de igualdade.

O grupo que se reuniu no Uruguai, chamado Grupo Internacional de Contato, é formado por França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Portugal, Espanha, Suécia, Uruguai, Bolívia, México, Equador e Costa Rica.

Na reunião de quinta, segundo a Gazeta do Povo, o México barrou a inclusão, na declaração final, de um apelo pela realização de novas eleições na Venezuela.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email