Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Filipe Martins ganha cargo de chefia no Palácio do Planalto

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Filipe Martins na mira do inquérito das fake news de Toffoli
Imagem: Reprodução/Twitter
COMPARTILHE

Agora, com a mudança, Martins ganha mais autonomia e espaço político.

Filipe Martins, 31 anos, foi promovido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira (8), e se tornou assessor chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais. 

A mudança de status foi publicada¹ hoje no Diário Oficial da União (DOU).

Anteriormente, Martins tinha o cargo de assessor adjunto na mesma área, atualmente ligada à Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (SAE). 

A tendência é que o assessor expanda sua área de atuação além dos temas internacionais e passe ser presença constante ao lado de Bolsonaro.

Formado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UNB), Filipe Martins também é professor, escritor e analista político, com especial interesse em filosofia política, geopolítica e forecasting.

Na última quinta-feira (4), Martins participou da tradicional live de Bolsonaro no Facebook, na qual fez críticas aos grupos autodenominados “antifascistas”. 

Na ocasião², ele também explicou ao presidente Bolsonaro o que era o “fascismo”:

“Muito simples. O fascismo é o oposto do seu governo. Fascismo preconiza Estado grande [e] controle social da mídia.”

Martins completou:

“O lema, talvez, mais consagrado do fascismo é: tudo pelo Estado, tudo no Estado, nada fora do Estado. O senhor vem defendendo devolver a iniciativa pra sociedade, mais Brasil menos Brasília, privatização, liberação econômica.”

Referências: [1][2]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM