- PUBLICIDADE -

Fiocruz agora pode produzir insumo da vacina de Oxford

Foto: CARL DE SOUZA / AFP
- PUBLICIDADE -

As informações sobre a Fiocruz foram divulgadas pela própria Anvisa.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na última sexta-feira (30), a produção do insumo farmacêutico ativo (IFA) da vacina de Oxford contra a Covid-19.

A autorização aconteceu dentro do escopo de transferência de tecnologia da farmacêutica AstraZeneca para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Agora, a Fiocruz está autorizada a iniciar a produção de lotes-piloto, em escala comercial, da vacina covid-19 (recombinante) com o IFA produzido no Brasil.

A produção será destinada ao Sistema Único de Saúde (SUS). 

Após os testes, a Fiocruz deve solicitar a inclusão do insumo no registro ou fazer um pedido de autorização de uso emergencial.

A aprovação técnica veio após a inspeção que verificou as Boas Práticas de Fabricação da linha de produção e concluiu que Bio-Manguinhos cumpre os requisitos das condições técnico-operacionais (CTO) para iniciar a produção de lotes.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -