PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Firma criadora do dossiê falso tentou conectar Trump com pedófilo amigo de Bill Clinton

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A empresa Fusion GPS recebeu dinheiro do Partido Democrata e da campanha de Hillary Clinton para criar um dossiê falso conectando o candidato Trump à Rússia.

Fontes disseram ao jornal The Washington Times que o fundador da Fusion, Glenn Simpson, tentou empurrar a ideia de uma estreita relação entre Donald Trump e Jeffrey Epstein, que se declarou culpado em 2008 por tentar convencer uma menina menor de idade a se prostituir.

Não se sabe ao certo os motivos que levaram a Fusion GPS a não inserir esta narrativa no dossiê falso. Mas, existe uma grande possibilidade de Bill Clinton ter tido grande influência.

O pedófilo Jeffrey Epstein ficou famoso mundialmente por ser dono do Lolita Express, um jatinho particular onde acontecia orgias com menores de idade e que contava com a presença de muita gente famosa.

O marido de Hillary Clinton viajou nesse jatinho 26 vezes. Muito provavelmente, os Clintons perceberam que citar Epstein no dossiê poderia terminar atraindo atenção indesejada para a família deles.

 

Com informações de: (1)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.